Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

marisad_fernandes

marisad_fernandes

A amamentação e os dramas na sociedade!

Quando engravidamos, temos muitas coisas nas nossas cabeças, muito para pensar, planear, decidir... Uma das coisas que está certamente muito presente, é a forma de alimentar o bebé - com aleitamento materno ou artificial? 

Há mamãs que optam deliberadamente por uma alternativa à amamentação, pelo suplemento alimentar, ou leite artificial, outras que preferem o materno, a decisão cabe a cada uma de nós!

Já se sabe, o leite materno tem muitas vantagens comparativamente com o artificial, nomeadamente as defesas do bebé, o relacionamento entre a mãe e o bebé ou até mesmo o facto de ser económico. No entanto, nem todas são as mulheres que querem e conseguem amamentar, e têm de recorrer ao suplemento.

 

No meu caso, optei por dar maminha ao meu príncipe, mas sempre ciente de que poderia não conseguir fazê-lo, e que se isso acontecesse não ia ser o fim do mundo!

O meu príncipe mamou 3 semanas sem suplemento, no entanto não foi suficiente e tivemos de introduzir um leite artificial, ao qual, felizmente se adaptou bastante bem. Foi o fim do mundo? Não! Não na minha cabeça, não na minha forma de ver este tema! Se custa? Sim, claro que custa a qualquer mulher saber que não consegue alimentar o seu filho da forma que escolheu!

 

Na semana passada, uma mamã, perguntou-me se me "fazia diferença" dar leite artificial em vez de materno, e a minha resposta foi não! Não, porque estou a fazer o que, no meu ponto de vista, é o melhor para o meu bebé! 

Muitas vezes a nossa sociedade é extremamente cruel neste assunto, há os que defendem apenas o leite materno como solução única, e que não acreditam que o bebé pode não estar sustentado o suficiente, há aqueles que, tal como eu, vêm outras alternativas, e há os que simplesmente não são apologistas da amamentação e por isso, são criticados! Daí este post! 

Sim, porque, apesar da minha opção inicial ter sido a amamentação, hoje que o meu príncipe apenas bebe leite artificial, sou muitas vezes olhada de lado, como se estivesse a cometer um crime! 

A nossa sociedade, primeiramente, deveria entender que a vida de cada um, a cada um apenas, pertence, logo, cada um deve e tem o direito de decidir o seu caminho! Se o nosso caminho passa por algo fora do comum, se não seguimos o caminho que a maior parte segue, isso apenas nos compete a nós! Então, vamos respeitar mais o próximo sem criticar as suas opções?

No meu caso não foi opção, mas e se fosse? Seria atacada pelo mundo? Incompreendida? O importante não é a saúde e bem-estar dos nossos bebés? 

Mesmo sem ser opção senti e sinto, uns dedos apontados na minha direção! Dou-vos um exemplo, há umas semanas, fui ao médico com o meu bebé, e um médico estagiário, perguntou-me se ele fixava o olhar em mim quando estava a mamar, e eu respondi que ele já não mamava, então o Sr. Dr. olhou para mim de tal forma, com um ar de crítica... Como se de um crime se trata-se!

 

Agora pergunto eu, não haverá respeito pela opção de escolha de cada mamã? Será que a celebre frase que mais ouvi na minha gravidez "a mãe é que sabe", de nada serve? Onde está a liberdade de escolha na nossa sociedade? Será que quando uma mulher fica sem leite, ainda tem de levar com a sociedade a critica-la? Será que não é suficiente ficar sem leite? E porque acaba o leite? Porque é que ninguém leva a sério as depressões pós parto? E porque é que ninguém respeita a mãe, o bebé e as suas necessidades? 

 

Assunto para um outro post!

 

Dá que pensar, mas muitas vezes, só pensamos realmente nestas questões quando passamos por isto! 

 

Beijos,

Marisa Fernandes

2 comentários

Comentar post